Quem tem doença renal crônica pode fazer treino de força?

Treino de força pode ajudar a desacelerar a progressão da doença renal

Pesquisadores brasileiros avaliaram os efeitos do treinamento de força (RT) com e sem restrição do fluxo sanguíneo (RT + BFR) em pacientes com doença renal crônica (DRC) estágio 2. O estudo foi recentemente publicado na importante revista do Colégio Americano de Medicina Esportiva ACSM, a Medicine Science Sports & Exercise MSSE .

Eles compararam os efeitos dos dois tipos de treinamento com o grupo controle e os valores antes do treinamento de força que durou seis meses. Foram analisados marcadores de função e integridade renal, bem como determinado o perfil inflamatório.

Os dois tipos de treinamento de força atenuaram o declínio da taxa de filtração glomerular TFG (p

Para a maioria dos pacientes do grupo controle a doença evoluiu do estágio 2 para o estágio três (88,5%), enquanto bem menos nos grupos de treinamento isso ocorreu RT (25,7%) e RT + BFR (17,1%).

O treinamento de força com (RT + BFR) ou sem restrição (RT) também melhorou parâmetros urêmicos, bem como de inflamação (IL-6; IL-10; IL-15; IL-17a; IL-18; TNF-α) e eixo Klotho-FGF23.

Os autores concluem que o treino de força periodizado com e sem restrição de fluxo em pacientes com doença renal (estágio 2) atenuou a progressão da doença renal.

*RT: treinamento de força; RT + BFR: treinamento de força com restrição do fluxo sanguíneo.

Corrêa et al. Blood Flow Restriction Training Blunts Chronic Kidney Disease Progression in Humans, Medicine & Science in Sports & Exercise: August 21, 2020 – Volume Publish Ahead of Print – Issue.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Postagens recentes

Publicação popular

Sono e exercício ❤️ o programa de hoje tá imperdível 👍🏽 ouça no link abaixo https://m.cbn.globoradio.globo.com/media/audio/388223/como-exercicios-fisicos-impactam-na-qualidade-do-s.htm

O legado problemático de Bolsonaro para a ciência, saúde e meio ambiente, texto da ⁦@Nature⁩ uma das editoras científicas mais importantes do mundo! ⁦@oatila⁩ ⁦@mellziland⁩ ⁦@dogarrett⁩ https://www.nature.com/articles/d41586-022-03038-3

Lacuna de confiança: como e por que notícias publicadas em plataformas digitais são vistas com maior ceticismo https://reutersinstitute.politics.ox.ac.uk/lacuna-de-confianca-como-e-por-que-noticias-publicadas-em-plataformas-digitais-sao-vistas-com-maior

Brasileiros confiam mais nas notícias via Google e WhatsApp que na mídia tradicional https://desinformante.com.br/brasileiros-confiam-mais-nas-noticias-via-google-e-whatsapp-que-na-midia-tradicional/

Load More
Portuguese PT English EN Spanish ES
MENSAGEM

CONTATO